m-commerce

Sua marca sabe se comunicar com o cliente no m-commerce?

Passado meses da pandemia no Brasil, a transformação digital já é uma realidade para muitas empresas, independentemente do grau de investimento, afinal, transformação digital é algo que altera a estrutura empresarial. Mesmo que ainda não saibamos quando teremos uma vacina que coloque fim à crise sanitária, algumas transformações na sociedade serão, sim, permanentes.

Empresas varejistas viram suas vendas online dispararem e com isso o m-commerce despontou como o principal canal de vendas de produtos e serviços no país.

O QUE É M-COMMERCE?

O m-commerce é comércio móvel — a compra de produtos ou serviços feitos em aplicativos ou site em dispositivos móveis. Diferente do e-commerce que representa o comércio eletrônico por meio online, que inclui o desktop e tablet.

O m-commerce é o conceito de um comércio em um contexto de mobilidade, que acompanha o cliente onde quer que ele esteja. Na sala de espera do dentista, no trânsito, no churrasco em família, no sofá de casa, o cliente está sempre conectado com seu smartphone sendo impactado por centenas de milhares de mensagens, ofertas e oportunidades de compras.

Em um país onde já há mais de um smartphone por habitante, a marca que não souber se comunicar no mobile ficará para trás.

A pandemia só acelerou o m-commerce que traz o perfil do cliente “móvel” que compra desde comida a produtos de higiene pessoal, com apenas alguns cliques, na palma da mão. O aumento do volume de transações via dispositivos móveis reflete não apenas a comodidade, mas também o tempo que o brasileiro passa online nesses aparelhos. Segundo dados GlobalWebIndex, empresa de pesquisa com sede em Londres, o Brasil é o segundo colocado num ranking de países que passam mais tempo em redes sociais.

ASCENÇÃO DO M-COMMERCE

Segundo a pesquisa Panorama Mobile Time/Opinion Box — Comércio móvel no Brasil —setembro de 2020, em seis meses a proporção de internautas brasileiros que já realizaram compras no formato m-commerce passou de 85% para 91%.

A pesquisa ainda indica que 76% dos consumidores móveis afirmam que hoje fazem mais compras por app ou site no smartphone do que faziam seis meses atrás, o que indica o ganho de popularidade do comércio móvel.

Quando o assunto é sobre as redes sociais mais utilizadas, a pesquisa aponta que 70% dos consumidores utilizam o WhatsApp para comprar produtos ou serviços e 40% usam o Messenger do Facebook e 39% preferem suar o instagram.

COMO ATUAR NO M-COMMERCE?

A tecnologia móvel está transformando a sociedade brasileira, mudando hábitos de consumo e comportamento. Enquanto no auge da pandemia lojas físicas abaixavam suas portas, vendas foram incentivadas e realizadas de forma online. Nesse cenário o m-commerce desponta e conquista a preferência do consumidor.

No entanto, para fidelizar o cliente “móvel” é preciso planejar essa nova jornada de compra com foco no m-commerce.

Separamos algumas dicas estratégicas básicas de atuação:

  • Uso de redes sociais;
  • Aplicativos;
  • Sites responsivos;
  • SMS interativo;
  • Push notifications;

Tudo deve estar alinhado a uma comunicação uniforme que interaja com o consumidor em diferentes canais de atendimento, que crie relacionamento, transmita credibilidade e segurança.

As épocas de compras do final de ano estão chegando, 2021 está cada vez mais próximo, planejar a comunicação e atuação da sua marca nunca, foi algo tão urgente.

Se você deseja contar com um time de profissionais para traçar as melhores ações para sua marca, entre em contato conosco e vamos em frente.

LEIA TAMBÉM:

Quando uma marca investe em comunicação?

Sua marca está preparada para atender o consumidor 4.0?

Compartilhar

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no print
Compartilhar no email